terça-feira, 11 de agosto de 2015

blog/amaliatavaresmensagens

Silêncio da Alma
Tento cultivar o silêncio da minha alma, e com isso me entregando aos meus sentimentos no qual se expande por todos os lugares e pessoas.
E com isso penso naqueles que se dedicam sua vida com uma grande capacidade de doação e amor ao próximo.
Mergulhar no silencio da Alma, é como percorrer o desconhecido que parece tão intimo, mas no fundo sei que é um lugar ainda estranho .
Sei que de certa forma coloco meus sentimentos no piloto automático, sem muitas vezes nem perceber que este caminho me leva a um abismo que em certo momento corro o risco de despencar.
E com isso exige aprendizado e disciplina para poder me policiar e assim colocar em pratica os ensinamentos que acredito com convicção ser o melhor caminho, e claro que existe a essência da centelha viva que já nasce com cada um. Este silêncio que tento me conectar com os meus desejos mais profundos e me tornar íntima desse mensageiro interior da paz. Existe até um ditado que diz: a fala é de prata e o silêncio é de Ouro.
Mergulhar no silêncio e se recolher em minhas lembranças mais gostosas que trago em meu intimo, e assim consigo respirar fundo e me conectar com a presença do meu interior e trazer a tona a Paz, tranquilidade. A luz que se move e me cobre com sua eficácia e benéfica Paz interior que tanto preciso!
Neste momento mergulho no silencio e o relógio parece andar devagar, a mente se aquieta em minha imaginação, e tudo acontece em câmera lenta, e ai não há apego em nada e a ninguém, somente o silencio e as batidas do coração que sintoniza com a calma da Alma em uma única nota musical que fala de Amor e Paz.
(Texto) Amália Tavares Luz ( 14/03/2014 )