quarta-feira, 13 de maio de 2015

blog/amaliatavaresmensagens

Cai à tarde sobre as montanhas, onde me largo sem nem querer saber, meus cabelos pela grama, na imensidão daquela manhã não quero entender por onde começo.
O dia nasceu, o céu azul as nuvens brancas e eu te quero ter como sou, e nem por isso deixar de telo sem ser você.
Vou adiante seguindo meu coração e conquistar a liberdade.
Hoje já não quero ser posse, ser livre e brindar a noite que vai chegar e fazer tudo ser simples e um dia partir sem correntes e seguir meu amor que se mudou para estrelas e dançar sob a lua.
E o vento vem dançar sob as arvores e as folhas caem entre os raios de sol sob a imensidão da manhã, venha vamos fazer um brinde à vida, ao amor ao sorriso que nos permite dançar sob a lua.
Amália Tavares Luz
A poetiza e o cantor