quarta-feira, 2 de setembro de 2015

blog/amaliatavaresmensagens

Andando nesta imensidão da vida, às vezes me pego a pensar que tão perto e não importa quão longe, não poderia ser de outra forma, porque o coração sempre confia no instinto que fala mais alto e que nos mostra através de sentimentos que vem da nossa alma.
Acredito que na alma sobrevivam sentimentos que através das existências durante vidas que de alguma forma vem gravado em cada um de nós.
A certeza esta em mim que as vidas são nossas, e vivemos do nosso jeito e nada mais importa. A confiança vê através do olhar todos os dias quando minha mente parece ter uma nova visão de futuro que desejo para mim.
Andando no meio na multidão foi quando vi seu rosto pela primeira vez, e pensei que o sol nascia em seus olhos. E que eu sentia a lua e as estrelas sendo os presentes que recebi naqueles instantes ao te ver. E toda a escuridão em meu céu desaparecia com a luz do seu olhar.
E como não imaginar beijar sua boca pela primeira vez, a sensação é que a terra giraria mais rápido em minhas mãos...
Meu coração como de um pássaro quando capturado e tremulo.
E então você me olhou e me enxergou como sou, achei que a alegria encheria toda a terra com o meu riso... E ali seriamos os últimos até o fim dos tempos...
Estava destinado a ser, e o melhor que meu coração poderia acreditar em algo que eu pudesse de alguma forma segurar ate que as estrelas pudessem iluminar as linhas do céu e desaparecendo até eu correr contra o tempo e as lembranças continuariam a crescer nas alturas até chegar às nuvens.