sexta-feira, 21 de agosto de 2015

blog/amaliatavaresmensagens
BOM QUERIDOS AMIGOS, HOJE ACORDEI ASSIM...
A miséria humana, a tristeza de ver o irmão abandonado a própria sorte, estamos sempre tão ocupados com nosso próprio umbigo, querendo e querendo cada vez mais... Que cena como estas “misérias” não mais chocam, não incomoda, porque tudo se tornou comum, correria, não tenho tempo, não posso; enfim... Podemos dar o nome que quiser para as mil desculpas que damos ao invés de erguer o olhar e ver a nossa volta! O que acontece? Porque acontece? Devemos só ficar colocando culpa ali ou aqui porque é mais conveniente para desculpar a nos mesmos por não se comover, e por não querer se envolver. Por não fazer um "pouquinho" pelo outro, e o outro este, está tão próximo, esta tão perto... Dentro da sua casa, na rua, no trabalho, o vizinho, os amigos... E o pouquinho pode ser: um sorriso de bom dia, uma mão que ajuda o outro atravessar a rua, ajudar o vizinho a levar a sacola até o elevador, se encantar com o sorriso de uma criança que às vezes se encanta por você!
Questionar, refletir, começar a pensar em tudo a nossa vida, em tudo o que se passa dentro de nós mesmos, onde cada esta construindo um muro; no qual o envolve em seu próprio mundo individualista e egoísta de viver!
Lamento, fico triste, me dói de ver o nosso Planeta se asfixiando em tanta barbaridade que nós homens fizemos com ele, com a nossa natureza, com o nosso ar, nem um minuto o respeitamos, onde "o nosso planeta" só queria oferecer morada, vida e Amor a todos!
As vezes chego a conclusão que somos mais miseráveis do que aqueles que vivem na miséria!
E conseguimos apenas nos tornarmos mimados, caprichosos, egoístas, mesquinhos em nos mesmos, sem ao menos acreditar que juntos temos a maior potencia do mundo que é a energia do Amor, onde podemos tudo! Derrubar barreiras do preconceito e trazer de volta a vida como ela tem que ser! Igualdade para todos os habitantes deste planeta e assim conseguiremos reconstruir e plantar cada coisa no seu lugar...
Vamos juntos erguer esta corrente, repassa-la com verdade. Com altruísmo, com amor e caridade, vamos nos condoer um pelo outro. Vamos nos enxergar o que somos de verdade!!
Amalia Tavares Luz
21/08/2015