quinta-feira, 13 de agosto de 2015

blog/amaliatavaresmensagens

Amigos, meu primeiro conto "A estrela em busca do seu Amor " :
Conta à lenda uma linda estrela solitária no céu, todas as noites sua luz buscava em determinadas direções o seu amor... Todas as noites ela fazia uma prece ao Juiz Supremo do Universo que lhe concedesse o direito de ao menos poder ver o rosto de seu amado refletir no lago ao luar.
Os Portais de Orion se abriam para que ela pudesse voltar a sua constelação, mas a estrelinha não conseguia partir sem ao menos olhar pela ultima vez que fosse; o rosto de seu amor.
Até que um dia, o Juiz Supremo mandou lhe chamar pelo fato de vê-la sempre tão triste; e seu brilho estava se apagando.
Ela diante do Juiz Supremo do Universo não conteve suas lágrimas e diante disso o Juiz se comoveu com tamanho Amor que a estrelinha trazia em seu coração.
Então concedeu que pudesse ir a Terra e procurar seu amor, sua luz ficou tão intensa por tamanha gratidão e alegria que acabara de receber.
E sendo assim a estrelinha se dirigiu a Terra, durante muito tempo ela caminhava entre a multidão na esperança de ver o rosto de seu querido amado, mas mesmo assim ainda se sentia muito triste, pois no meio de tanta gente não conseguia achar o que procurava.
Em um determinado momento ao chegar a sua casa, encontrara em sua porta um pequeno ramalhete de flores do campo, na verdade era deixado este pequeno ramalhete toda a semana, e a estrelinha com sua tristeza nem se dava conta de quem poderia deixar flores para ela, e também não se interessava em saber, porque estava tão preocupada com sua tristeza por não conseguir encontrar o que tanto buscava que não tinha olhos para ver o que se passava ao seu redor.
E com isso o tempo foi passando e a estrelinha se sentia cada vez mais triste, chegando a pensar que se arrependera de ter deixado o céu, porque lá pelo menos poderia avistar do alto e seria até mais fácil encontrar o seu amor...
Quando um dia ao abrir a porta se deparou com um cavalheiro colocando o pequeno ramalhete de flores e a vendo lhe sorriu sendo gentil entregando em suas mãos, e por um breve momento sentiu que sua luz voltara a iluminar a sua volta e agradeceu pelas flores. E entrou para sua casa e assim esquecendo sua tristeza olhando aquele pequeno ramo de flores e sentiu pela primeira vez o perfume que exalavam no ar. Com isso todas as semanas sentia seu coração bater forte ao esperar o cavalheiro com seu sorriso lhe entregar flores, em uma noite sonhou que estava diante do Juiz Supremo e lhe falava:
-Pequena Estrela, já encontrou o que tanto procurava? Tenho notado que mesmo lhe concedendo o direito de ir a Terra ainda se encontra triste!
-Querido Juiz, sou muito grata pelo que faz por mim, mas desisti de procurar, acho que nunca mais verei o rosto do meu querido amor...
E o Juiz sério, anda de um lado para o outro pensativo e lhe diz:
-Querida filha mesmo quando saísse a procurar pelo seu amor, Eu já tinha colocado diante de ti, o sorriso e flores para perfumar o seu dia e mesmo assim você não prestou atenção! Trouxe-te aqui para lhe dizer que o AMOR que tanto procura, sempre esteve perto de você e ao descer para a Terra , a estrela cadente que guiava a direção onde estava seu amor veio me pedir para ser o ramalhete de flores que faria com que você sentisse o perfume e o reconheceria, procure não olhar tanto para o futuro e perceba o presente e tudo mais ao seu redor, pois muitas vezes coloco o Amor diante de seu coração e esta tão ocupada querendo isso ou aquilo, ou se fechando em si mesma que nem se da conta que o simples esta em aceitar o novo todos os dias ao despertar!
Neste momento a estrelinha despertando corre até aporta e encontra o sorriso do seu amor com as flores em sua mão, em um simples gesto o convida para dançar, abraçados ao som da musica a luz da estrela se estende envolvendo os dois corações e em uma energia de luz que se expande para o Universo!!
Amália Tavares Luz
13/08/2015