quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

blog/amaliatavaresmensagens

Ao me deitar as estrelas me ouvem, caminho perdida sem entender a distancia que separa aqueles a quem se amam. Tento dar o meu melhor, tento percorrer a distancia com toda a força que há em meu coração, a tempestade de inverno vem em minha direção o sol desaparece atrás das nuvens escurecendo meu caminho na terra, eu olho em todas as direções e tento olhar para você.
E já não há melodias, em você ouço uma canção, era em sua voz que seguia minha direção.
Penso que estou a ponto de perder meu folego.
Vejo-me afundando , a correnteza me leva, sinto que sua mão tenta me alcançar, tento lutar encontrar por aquela porta aberta, em minha mente vejo cada estrada que percorri, estou arrependida, e já não sei se vou conseguir, já não há mais força em mim.
Ouço sua voz a me chamar e pedir para que eu levante, tento olhar para você, uma ultima vez se quer, mas já não tenho força alguma, sei que tenho que ser forte, eu estou partindo em direção a luz e te deixando sem explicações.
Os muros estão se desfazendo e caindo sobre mim, meu amor eu estou partindo.
Ainda o escuto me chamando, sei que preciso de ti para me libertar.
A chuva em tempestade continua caindo e você tentando me levar para longe, preciso de sua luz para achar a direção. E para onde eu estiver indo não puder ouvir mais suas melodias.
Não sei se conseguiria viver sem ouvir suas canções.

Amália Tavares Luz

A Poetiza e o Cantor

11/02/2015