quinta-feira, 17 de abril de 2014

blog/amaliatavaresmensagens




A minha alma perdida na imensidão da solidão já não busca um caminho...
Não quero mais entender o porquê você se foi e nunca mais olhou para trás, me deixando um grande e vazio abismo no qual não me dei conta que já existia há tanto tempo.

Por onde as barreiras do tempo estão, você não consegue enxergar a tristeza que me deixou, partindo de mim a vida das alegrias, onde só ficaram as minhas lembranças que tento abafar com lagrimas escondidas ao me deitar.
O que eu fiz a você? Por quê? Não entendi que tudo tinha um tempo de validade e não busquei me cercar de redes protetoras diante do abismo que surgia.
Mas, mesmo assim busquei a coragem e dentro de mim, fé e amor pela vida e por mim mesma.
Levantei enxuguei lagrimas que ainda estava marcando meu rosto, e lavei com água cristalina e limpa todas as lembranças que poderiam me fazer fraquejar de novo, não quero mais me esconder da realidade da vida, na tentativa de me considerar vítima de uma historia e, sobretudo fiz parte de um contexto todo. Eu existo e dei o melhor de mim: a minha dedicação, os meus mais profundos sentimentos e não me arrependo, já que dei tudo isso aprendi e recebi.
Sou grata pelas mudanças, pelas transformações, pelo aprendizado, e pela bagagem que consegui separar as peças boas e colocar em minhas malas. Decidi ir adiante com a esperança de um novo despertar!
Não quero mais me iludir na fantasia ou uma ilusão que poderá  confundir os meus sentimentos. Quero apenas recomeçar com a verdade que brota dentro da minha alma.
Não estou sozinha, sou conduzida pela força, pela energia cósmica universal que vem de Deus superior e Maior.
Sinto as emoções tomarem conta da minha consciência me trazendo entendimento e com isso me vejo amadurecer e crescer.
Viver as mais lindas emoções que me esperam sem medo de arriscar e entender que a vida nos proporciona a imensa gratidão de querer o melhor para mim.
Amalia Tavares

16/07/2013  8:50 hs